sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Resenha de livro: A culpa é das estrelas


Bom dos livros que havia lido nas férias vocês escolheram A culpa é das estrelas, eu na verdade estava bem ansiosa de fazer a resenha dele, é um livro lindo, emocionante, você dá altas gargalhadas e aprende o verdadeiro valor da vida.

Bora ver a minha resenha?


Hazel é uma garota de 16 anos e luta durante três anos contra um câncer terminal, uma situação dessa principalmente para uma menina tão nova para encarar é muito difícil, mais a Hazel já aceitou o seu destino. O que ela fica mais preocupada é como os pais dela irão ficar depois de sua morte, como ela diz no livro, se já é ruim morrer de câncer imagina pros pais perder uma filha por causa do câncer (mais ou menos isso que ela diz)

Certo dia pela insistência de sua mãe, ela vai para a reunião de um grupo de apoio para jovens com câncer e lá ela conhece o lindo Gus (ele havia perdido a perna contra o câncer) ele com seus olhos azuis maravilhosos fica encarando ela durante a reunião e o que começa como uma simples amizade vai ser tornando algo bem maior e inesquecível.

Eles passam por várias aventuras, uma delas é viajar Amsterdã (Gus, Hazel e a sua mãe), para se encontrar com o autor do livro favorito de Hazel (Uma aflição Imperial), Gus e Hazel vivem lá um inicio de um romance fofo, suave, grandioso...


O livro é realmente maravilhoso e não pensam que só porque trata de jovens com câncer que vai ser algo triste e melancólico. Não, o livro traz vários comentários engraçados dos personagens e é claro que vai ter certas parte do livro que é bom pegar um lencinho para chorar.

Eu pelo menos chorei só no final, o final foi lindo, surpreendente e realmente mexeu comigo em vários sentidos. Esse livro faz agente pensar em muitas coisas, viver o dia a cada dia, não reclamar tanto da vida, aproveitar o que a vida tem de melhor...


John Green simplesmente conseguiu toda a minha admiração, ele arrasou na escrita do livro, na construção dos seus personagens, você consegue se identificar e amar cada personagem do livro. Não é um livro cheio de exageros e parado, acontece várias coisas e a cada pagina que você passa a expectativa e a vontade de saber o que acontece é maior, mais vai por mim, aprecie o livro, leia com calma, porque quando o livro acaba dá uma saudade enorme de cada personagem.

Frases do livro:

"Mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa."

“Aparentemente, o mundo não é uma fábrica de realização de desejos.”

“Alguns infinitos são maiores que outros…”

“Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações”

“O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis.”

“Você precisa escolher as causas pelas quais vai lutar nesse mundo.”

"A tristeza não nos muda, Hazel. Ela nos revela."

Se eu pudesse enchia ao post todinho de frases do livro, de novo John Green me surpreendeu em cada dialogo do livro, com palavras simples e ao mesmo tempo com um grande significado.

Essa foi a resenha de livro mais emocionante que eu fiz, até comecei a chorar (CHORONA!). Espero de coração que tenham gostado, e outra coisa Hazel tem câncer de pulmão e era tão incrível como o autor conseguia retratar com tanto detalhe que eu até sentia as vezes falta de ar quando a personagem também sentia, vocês também? Beijooss.

4 comentários:

  1. Muito lindo esse livro,vou mesmo lê todinho pois até quem não gosta d leitura se encana e passa a ter uma intimidade cm a imaginação.

    ResponderExcluir
  2. Sou muuuuuuuuuuuuuuito apaixonada por esse livro! :)

    Um beijo

    www.naotenhopressa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Larissa! Adorei conhecer seu blog.
    Me sinto uma E.T. por não ter gostado tanto assim desse livro :/
    Ótima sua resenha flor.
    Espero sua visita no meu blog.
    Bjos e bom fds

    Samy
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Meu irmão comprou ele :3 quando ele terminar de ler eu vou ler :3
    Seguindo, segue de volta?
    http://overdosededipirona.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir